Belo Horizonte

Programação do Dia Internacional da Mulher traz inúmeras atividades

No mês em que é comemorado o Dia Internacional da Mulher, os equipamentos, espaços e centros culturais da Prefeitura de Belo Horizonte oferecem palestras, debates, fóruns de discussão, espetáculos e atividades educativas sobre a temática feminina. Todas as atividades são gratuitas.

No âmbito da Secretaria Municipal Adjunta de Direitos de Cidadania, a Coordenadoria dos Direitos da Mulher (COMDIM) promoverá palestras sobre autoestima, qualidade de vida,  rodas de conversa sobre violência contra a mulher, valorização do tempo, oficinas de beleza, atividades culturais, dentre outras.

A Coordenadoria dos Direitos da Mulher tem como finalidade  elaborar, coordenar e executar políticas que garantam o atendimento das necessidades específicas das mulheres, trabalhando no enfrentamento às diversas formas de discriminação e violência contra a mulher, contribuindo assim para sua plena inserção na vida econômica, social, política e cultural do município. Neste sentido, propõe e executa várias ações que contemplam as suas atribuições previstas em Lei, através de seus eixos de ação, quais sejam: Educação; Promoção e Ações Afirmativas; Inclusão Produtiva e Social; Atendimento e Orientação Jurídica e Psicossocial.

Acesse a programação completa aqui

Prefeitura de Belo Horizonte

Belo Horizonte é um município brasileiro, capital do estado de Minas Gerais. Com uma área de aproximadamente 330 km², possui uma geografia diversificada, com morros e baixadas, distando 716 quilômetros de Brasília, a capital nacional.
De acordo com o censo realizado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) em 2010, sua população é de 2 375 444 habitantes, sendo a sexta cidade mais populosa do país. Belo Horizonte já foi indicada pelo Population Crisis Commitee, da ONU, como a metrópole com melhor qualidade de vida na América Latina e a 45ª entre as 100 melhores cidades do mundo. Hoje a cidade tem o quinto maior PIB entre os municípios brasileiros, representando 1,37% do total das riquezas produzidas no país. Uma evidência do desenvolvimento da cidade nos últimos tempos é a classificação da revista América Economía, na qual Belo Horizonte aparece como uma das 10 melhores cidades para fazer negócios da América Latina em 2009, segunda do Brasil e à frente de cidades como Rio de Janeiro, Brasília e Curitiba.